domingo, 18 de setembro de 2016

[Literáriamente - Resenha] Caixa de Pássaros

foto do Google

Olar pessoas lindas e maravilhosas! Hoje trago mais uma #Resenha e é de um livro que eu gostei e me tremi toda, literalmente.
Vamos lá?
Título: Caixa de Pássaros
Autor:  Josh Malerman
Páginas: 247
Editora: Intrínseca
Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

___________
 Eu escolhi esse livro pela capa e jamais esperava um "terror" tão bom. E eu morro de medo de terror, viu?

Esse livro conta a história da humanidade lutando contra um "mal' que ninguém ver mas que é letal.

A história se passa entre o passado e futuro contando como a Malorie, a personagem principal, lida com a situação.

No passado, conta como a Malorie lidou com a situação, com as mortes cada vez mais recorrentes e a dificuldade de viver em mundo onde não se pode olhar para fora, viver com uma venda.

Já no presente, são 4 anos depois, contando a saga da Malorie para ir ao lugar melhor para viver com os filhos.

O desenrolar da história é ótimo, o intercalar dos tempos e sendo narrado pelo ponto de vista da Malorie faz que o livro se torne quase impossível de parar de ler.

Os personagens foram muito bem construídos, com personalidades singulares e histórias marcantes.

Em determinado momento, a história perde um pouco de sentindo, fiquei um pouco perdida, mas com um pouco de esforço consegui 'passar' por isso.

Desde o início eu queria saber como a Malorie chegou ao ponto de só morar ela e os filhos e juro que não me decepcionei. Foi simplesmente incrível. Tanto a cena quanto todo o mistério. Tive pesadelo? Tive, mas eu amei haha.


Conhecer o teto da mente humana é saber o poder total dessas criaturas. Se for uma questão de compreensão, com certeza então o resultado de qualquer encontro com elas deve ser muito diferente para cada homem. O meu teto é diferente do seu. Muito diferente dos macacos desta casa. Os outros, engolfados como estão nessa histeria hiperbólica, são mais suscetíveis às regras que aplicamos às criaturas. Em outras palavras, esses simplórios, com seus intelectos infantis, não vão sobreviver. Mas alguém como eu, bem, já comprovei meus argumentos.

 Um dos pontos altos desse livro foi o mistério que o envolvia e todas as suposições do que seria esse "mal".
Fiquei um pouco incomodada como as mortes ocorriam mas para o contexto do livro, elas foram na medida certa.

Como já tinha dito, adorei a forma como todos os personagens foram construídos mas tem dois que são super se destacaram, são eles:


  • Tom, ele é o paizão sabe? Se dispõe a ajudar todos, se tiver que se machucar para proteger os outros, ele faz. De disparada ele foi o meu preferido, suas lições, seu modo de ver as coisas mesmo quando tudo está difícil. 
  • Gary, quem quer matar alguém? Se juntem comigo nessa jornada! Rs. Gente, ele é terrível! Com a leitura descobrimos quem ele é verdadeiramente, (SPOILERSSSS) principalmente no dia do parto das meninas(Malorie e Olympia) e digo uma coisinha a vocês (GENTE OLHA O SPOILERS) ele é imune as criaturas, uma pena, porque adoraria ver como seria a morte dele. Já deu para perceber, que odeie ele, né? Pois sim, odiei mesmo.

E deixando umas considerações finais, eu gostei sim da Malorie, me identifiquei varias vezes nas atitudes dela, foi legal o jeito que o Josh a fez, uma pessoa humana com medo não uma super heroína.

Sobre o final, ainda não sei o que achei, foi um final merecido para Malorie e filhos mas esperava saber mais das criaturas, mas o Josh finalizou a obra com louvor. Foi linda!

Com certeza, Caixa de Pássaros entrou na minha lista de livros prediletos do mundo inteiro e espero que entrem nos de vocês também.

De joelhos, Malorie abraça os filhos e chora lágrimas quentes que são melhores do que qualquer sorriso que já deu. Alívio.

 E olar pessoas novamente!
Primeiro gostaria de pedir desculpas por não aparecer domingo aqui, mas aconteceu que eu formatei meu telefone e perdi a postagem :(
Mas cá estou eu de novo, com as postagens feitas e guardadas.
Queria agradecer a cada pessoinha que vem nos visitar e ler o que escrevemos, estamos a 1 mês no ar e muitos felizes.
Fiquem de olho nas nossas redes sociais( Instagram e Facebook) e o blog para ficar por dentro de tudo! Um beijo enorme!