quinta-feira, 29 de junho de 2017

[Literariamente - Resenha] A Teia dos Sonhos


Hoje chegamos um pouco tarde mas chegamos!!
Boa noite, meus queridos! Tudo bem com vocês? Hoje a resenha é de um livro que me tirou o fôlego. Que me fez devorá-lo em um dia! Seu nome? A Teia dos Sonhos!



Título: A Teia dos Sonhos
Autora: Karine Aragão
Páginas: 160
Editora: Muiraquitã
Nota: ✩✩✩✩✩★(perfeito/favorito)
Sinopse: Júlia e Laura são duas adolescentes, de 16 anos, que, para eternizar a forte amizade que as une, decidem tatuar uma Teia dos Sonhos em seus braços. A euforia pela tatuagem única, desenhada por Júlia, esvai-se no dia seguinte, quando ela recebe a notícia de que Laura suicidara-se na noite anterior, atirando-se da janela do 13º andar. Júlia vê seus dias tomados pelo caos, em um misto de saudade e de raiva, sem saber os motivos que levaram Laura a tirar a própria vida. Júlia, então, embarca em uma busca que a leva a perceber os fantasmas que invadiram a cabeça de Laura e a refletir sobre sua própria vida. No meio de todo esse turbilhão, a presença de Bernardo representa a dúvida se o amor pode mesmo ser mais forte do que uma grande mentira.

Como lidar com o fato de um dia sua melhor amiga está ao seu lado e no outro não? Ou descobrir que talvez ela não tenha sido tão fiel quanto você foi? Foi com estas questões que Julia teve que lidar ao acordar no dia seguinte a ter feito a tatuagem que significa muito para as duas amigas. Sua melhor amiga, Laura, morreu. Ou melhor se jogou do 13° andar. Se suicidou.

Em A Teia dos Sonhos, conhecemos essas duas amigas que tem uma cumplicidade jamais vista. Elas se apoiam, se entendem e se amam acima de tudo. Elas jamais seriam capazes de magoar uma à outra. Será?

"Há muito tempo, não me deixava sentir assim. Achava que, por ela estar constantemente fora de casa é por eu ter dezesseis anos, já deveria cuidar de mim sozinha, o que significa não permitir que ninguém zelasse por mim. Ilusão a minha achar que nesse mundo se pode viver sem alguém que nos cuide."

Para celebrar essa linda amizade as meninas decidem fazer uma tatuagem só delas, feita especialmente pela Júlia. E ela é linda, mesmo!
Mas muito mais que uma tatuagem, as meninas dividam crushs, como não se apaixonar pelo Bernardo? Dividam histórias e segredos. Mas será?

O livro é recheado de mistérios que nos fazem refletir como nunca conhecemos tão bem a pessoa ao nosso lado. Que nem tudo é como parece.
Toda incógnita do livro é reflexo das incógnitas da vida real. Nem tudo são flores e nem todas as perguntas tem respostas e temos que aprender a lidar com isto. E como a própria Júlia fala: "viver é a melhor opção." A vida sempre é a melhor opção e o livro nos mostra isso.

"O seu lugar pode ser qualquer lugar nesse mundo. O que não quer dizer que você nunca vai errar, mesmo que esteja nele..."

A Júlia não é uma menina mimada e muito menos aquela personagem perfeita, ela é gente como a gente e sendo assim, a gente consegue sentir bem toda carga emotiva que o livro traz. Conseguimos nos colocar no lugar da Júlia.

A Laura é um pouco difícil descrever sem dar spoirles, mas eu não gostei dela. Na verdade, nem um pouco. Achei uma sacanagem o que ela fez. E isso envolve muito mais que o suicídio, viu gente?

E o Bernardo, é o garoto que todas desejam mas que é muito gente boa. Aquelas pessoas que mesmo que não ocorra um romance, a gente ama mesmo assim. E por tudo que ele fez no livro, eu o amei muito. Vi alguns amigos meus nas atitudes do Bê. Como falei, personagens gente como a gente.

"Sabe o que eu aprendi com tudo isso? Eu quero mesmo ficar com você. Eu não me importo se a gente tem problemas. Vamos enfrentar juntos. Porque ficar sem você é pior do que enfrentar qualquer problema. Ficar sem você significa que tá faltando um pedaço de mim."

O livro tem um enredo digno de aplausos e que você só consegue largar ao terminar a obra. É instigante, é curioso e é apaixonante. Você quer mais e mais e mais. Difícil é de despedir desses dois.
Com uma trilha sonora baseada na banda Onze:20, com músicas lindas e apaixonantes, nos encantamos cada vez mais com o livro e história. Eu realmente amei esse livro e não queria ter me despedido dele tão cedo como foi.

Tratando agora dos aspectos físicos do livro, achei a capa lindíssima e bem condizente com a história. As folhas brancas e letras em tamanho médio fazem a leitura ocorrer sem muitos problemas e cada capítulo é médio e tem como início a fonte linda. A editora Muiraquitã é a Karine fez um trabalho impecável! Parabéns demais!!

E agora a opinião da Karen, que é colaboradora do blog e minha parceira quando se trata de livros que nos fazem sofrer e nos obrigam a mandar vários áudios gigantes sobre o livro:

O livro me deixou a mensagem do quão linda a vida é, mesmo com todas as coisas que temos que  passar diariamente, nós sabemos o quanto a vida tende a ser difícil, mas ainda assim a vida é sempre a melhor opção.
O livro diz "tem dias que são mais difíceis que os outro...", mas no fim diz "tem dias que são melhores que os outros..." e vai ser sempre assim. Um dia após o outro.


E foi isso meus amores! Espero que vocês tenham gostado e que a vontade de ler esse livro cresça cada vez mais no coração de vocês. Beijos e beijos, até mais!