[Literariamente - Resenha] Improváveis Deslizes

Pessoas bonitas! Quanto tempo não apareço por aqui! Como vocês estão? Espero que todo mundo esteja bem!

Hoje com trazer a resenha de um livro SENSACIONAL! E a primeira resenha do ano tinha que ser do livro da Carol Teles(para quem não sabe, ela é autora da minha trilogia favorita!). A obra de arte que vamos conversar um pouquinho é Improváveis Deslizes.



Título: Improváveis Deslizes
Autora: Carol Diva Teles
Páginas: 571
Nota: ✩✩✩✩✩★
Sinopse: Depois da trágica morte de sua irmã, Noah descobriu o que era culpa e ódio. Passou anos arquitetando como reparar o maior de seus deslizes, numa busca incessante que custaria a sua humanidade, e talvez a própria vida.Em meio a descobertas perigosas, jogos políticos sádicos e um leque de problemáticas relações familiares, o homem solitário tenta encontrar paz em meio a vingança, ignorando as pessoas que gostam dele, mas acolhendo qualquer um que possa vir a ser útil para seus planos. O que ele não esperava, era que as pessoas que viriam a ser úteis para seus planos, pudessem ser as mesmas que gostavam dele.
Sombrio, misterioso e com a narrativa caótica das mesas de poker, Improváveis Deslizes mostra ao leitor que nem sempre é possível procurar por monstros sem se tornar um no caminho. E que mesmo o mais lógico dos nossos erros, podem ser simplesmente improváveis deslizes.


Em improváveis Deslizes conhecemos Noah, um homem de 26 anos que descobriu que voar acalma seu demônio interior que surgiu após encontrar sua irmã, Bekah, morta afogada há dezesseis anos atrás.

Antes do acontecimento fatal, Noah e Bekah faziam parte de um grupo de meninos "excluídos" do bairro de Goiabeiras, eles se denominavam Improváveis. Eles eram um grupo seleto, diferente, mas com uma ligação que ultrapassava o explicável. Por isso, que quando o Chefe, Noahzinho sombrio do meu coração ❤, decidiu se mudar para outro estado com seu avô, os Improváveis se sentiram perdidos. De uma tacada só, eles perderam o recrutador e a alma florida do grupo.

"Tocava em algo frio e liso, como a pele de uma criança de cinco anos. Sentiu o medo . Era um medo com partes do corpo, como nariz, olhos e a pulseira de contas que ele achava ridícula, mas que ela adorava por ter vindo de Zoe."


Passados 16 anos, Noah volta para a cidade para cuidar de sua mãe, Abigail, que tem esquizofrenia e cumprir o papel de bom filho que Big Efe, Efraim, cobra dele. Já que é o político que paga as despesas da ex-mulher.

Mas nessa fase da vida do Noah, além de ter um demônio insistente dentro de si, ele continuará na sua busca contra o assassino de sua irmã e ele ainda encara uma vida dupla: a do mascarado que descobre e atrapalha todos os negócios no mercado negro do tráfico de drogas.

Não bastando tudo isso, ele terá que suportar Olga, a senadora mulher do seu pai, uma mulher que ele despreza totalmente. Seth, o seu meio irmão que parece ser fascinado por ele. E Zoe, filha de Olga que mexe com ele muito mais que ele gostaria de admitir. Você acha isso pouco? Acrescentamos então uma lista de pessoas improváveis querendo se reaproximar de Noah, logo ele que é fechado e acredita que ele não é digno de amizades ou um pingo de humanidade, já que nele não há. Palavras dele, porque eu discordo totalmente!

Com o apoio de Leandro, delegado da área de Narcóticos, Caio, o melhor hacker que Vitória (e o mundo) já viu, e os Improváveis, que é o grupinho de amizade que eu e você desejamos, Noah descobrirá que os motivos por trás das grandes tragédias nem sempre são dignos de tal consequência.
Noah também descobrirá que o pior pode vir de quem menos se espera e que quando mais se precisa, o improvável te ajuda.

"Os Improváveis não eram famosos pelo altruísmo, mas eram pela defesa dos seus."


E que por mais escondido que esteja a verdade, ela vem a tona. Sempre. As vezes demora dezesseis anos, em outras a idade de uma criança. Ou até mesmo, um clique aqui e ali e voilá, aqui está a verdade! E pior que a consequência do motivo, a consequência que vem junto com a revelação da ver das tende a ser mais trágico. Tende a ser um improvável deslize.

ID é um livrão! Sério! Maravilhoso, sensacional, espetacular!

"“E não somos todos loucos, Chefe? Apenas a moralidade determina se sua loucura vale a pena ser ouvida ou não."

Com uma pegada mais dark, bem diferente do New Adult romântico A Mais Bela Melodia, Carol mostra sua genialidade e seu poder de se reinventar como autora. Improváveis Deslizes é um livro forte, com dores fortes e uma realidade latente.

Quantos Noahs não existem por ai injustiçado com a falta de resposta da justiça diante um crime?

Quantas Zoes, Emillys e Seths não estão sendo reprimidos por mães ou pais controladores?

Mais uma vez, e arrisco a dizer que sempre será assim, a Carol escreve um livro com uma problemática real e nos faz analisar como a nossa realidade se parece tanto com a ficção. A arte imitando a vida. E que arte essa mulher faz. Sou fã!

"Fechei os olhos com força e fiquei repetindo para mim mesma que deveria fazer do meus demônios meus amigos. Fazer dos meus medos minha fortaleza. Me reerguer através do caos."


Quando terminei de ler o livro mandei uma mensagem para a Carol às 1h da madrugada e falei que o Noah tinha roubado meu coração. Sou Noahzete mesmo! E explico o motivo:

Por mais sem escrúpulos que Noah Hazim possa parecer, ele é a pessoa mais leal que se conhece. Talvez perca só para o Caio.

"Você ainda não entendeu que não está sozinho, não é? Jamais esteve, Noah. Vai parecer tão idiota quanto foi em o Titanic, mas se você pula, eu pulo. Todos nós pulamos desde o dia em que você nos resgatou do mundo."


Noah não é em nada parecido com esse homem dos sonhos pintados por aí. Ele é egoísta, sórdido, tem uma mania de isolamento e acredita que não merece as pessoas que insistem em continuar ao seu lado. Você pode pensar que é insegurança, mas não é. Noah é um homem partido. Que sofreu e sofre as perdas que ele teve na infância. Em um pequeno intervalo de tempo ele perdeu o pai, irmã e mãe. Logo após o avô. Ele aprendeu a ser só e criou esse mecanismo de defesa e quando você percebe isso, você sente a vontade de olhar nos olhos dele e dizer, sem pronunciar uma palavra sequer, "estou aqui, sempre!".

"Eu não era um homem, era o resto de um."

O homem Hazim conquistou meu coração e fiquei em paz com o final dele. Não foi feliz. Tampouco infeliz. Foi real. Merecido.

"O limite do que somos capazes de sentir é calculado em cima da soma dos nossos medos dividido pela quantidade de vezes que nos rasgamos por causa deles."


E falando sobre final, PESSOAS BONITAS!!!! Vocês vão ficar de cara com os acontecimento de um certo evento e vocês vão sentir tanto quando for revelado o assassino de Bekah, que vocês ficarão FALASÉRIOPORQUEESSAPESSOASAIMEUDEUSSOCORRO, ai vocês correrão para as redes sociais da Carol e vão ficar desesperados como euzinha fiquei! hahahahaha

Resumindo, esse livro tem uma pegada mais investigativa, mais pesada, só que com as mesmas características marcantes da escrita da Carol.

E se me permitem falar algo: arrisco a dizer, que ela melhorou ainda mais sua escrita! LEIAM!

O livro se encontra no Wattpad e no Amazon!


E termino essa resenha com uma fala do Seth, meu crush. (Acho e só acho que eu poderia encontrar um Seth já nessa vida. Que pessoa espetacular!)

"Ser mais do que você mesmo. Sempre mais do que você mesmo, mas sem se perder no caminho. Ser Improvável é ser uma junção de verbos que às vezes não fazem sentido juntos. É ser imutável , quebrado, sozinho, desgarrado... Mas também é ser inteiro, acompanhado, aberto e completo ."

Maria Paula de Barros

19 comentários:

  1. Olá!

    Provavelmente não seria um livro que eu pegaria para ler ao ler só a sinopse dele, ou mesmo com a resenha comum. Mas sua empolgação me deixou muito curiosa! Então, anotando a dica!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      Fico feliz em saber que cativei algo em você para ler esse livro. Espero que possa ler!


      Beijos

      Excluir
  2. Olá!
    Não conhecia esse livro nem a autora. O enredo dessa história me lembrou muito o de "It", por causa do grupo de amigos da infância que se une na fase adulta... Por causa disso, gostei da narrativa, parece ser bem interessante. Dica anotada! =)

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem? Não conheço a autora, mas o livro me cativou bastante. Apesar de lidar com tragédias, fiquei bem curiosa com o protagonista, confesso que senti muita empatia por ele. Com certeza, vou procurar a história no Wattpad, porque tenho lido algumas coisas por lá. Ah, por que você não coloca os links do Wattpad e da Amazon pra gente? Acho que a autora ficaria bem feliz! :)

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nina! Obrigada!

      Acabei esquecendo de colocar mesmo os links, mas irei agora. Obrigada pela dica :)

      Beijos!

      Excluir
  4. Fiquei foi apaixonada por essa fotos <3
    Nem conhecia o livro, mas a sinopse não me atraiu tanto assim. Sua resenha até despertou a minha curiosidade pelo protagonista, quem sabe futuramente não dou uma chance.

    Mas essas fotos estão lindas *_*
    Beijos

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Não conhecia essa autora e os livros dela, mas admito que o enredo desse livro, em específico, me atraiu. Isso de ter um mistério e um grupo de amigos que irá resolvê-lo me lembrou bastante a premissa de IT e do clube dos perdedores, acho que por causa da amizade que nasce desde a infância e fica ainda mais forte na fase adulta.

    Deixarei a dica anotada, caso tenha um tempo de folga entre as minhas leituras! Obrigada pela dica!

    www.sonhandoatravesdepalavras.com.br

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro, mas gosto da pegada dark e o Noah parece ser um personagem bem marcante e adoro ver quando a verdade estoura, isso sempre trás grandes reviravoltas. Boa recomendação.

    Abraços
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro e não é um gênero que eu leio com frequência, provavelmente não lerei ele tão cedo. Mas, eu gostei muito da sua resenha, você escreveu com tanta empolgação que me deixou animada e pensando em como se desenvolve a história.

    Beijos e Abraços VIVI
    http://vickyalmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, eu não conhecia esse livro e gostei tanto da sua resenha que fiquei curiosa com ele, sério, parece ser um livro que me agradaria bastante.

    ResponderExcluir
  9. Adoro quando temos uma ficção que bem poderia ser a nossa realidade, ou mesmo a realidade de alguém que conhecemos.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Adoro o tipo de leitura que me surpreende pelos personagens bem conduzidos. Essa leitura deve ser incrível e bem envolvente.
    Vou procurar na Amazon pra ler em breve.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  11. As temáticas do livro parecem muito boas e interessantes, eu super leria a obra pra entender todo esse sentimento que você passa na sua resenha.

    ResponderExcluir
  12. Oi Mari
    Não conhecia a escrita da Carol ainda, mas fiquei bem curiosa
    Gostei da sinopse também. Dica anotada!
    As fotos fiaram ótimas e o post muito legal.
    Estou seguindo o blog para acompanhar de perto os seus posts
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Olá
    Não conhecia esse livro, mas fiquei muito curiosa pois já li um livro com uma temática parecida de amigos que se unem depois de um tempo e gostei bastante, que bom que você mais que amou a leitura. Adorei o post, dica anotada!

    ResponderExcluir
  14. Oi Mari, a quantidade de páginas assusta um pouco hein. Mas fiquei bem curiosa com a história, com todos essas pontas soltas que instigam a prosseguir a leitura. Mas por outro lado, não sei se arriscaria, fiquei um pouco na dúvida. Beijos

    Nara Dias
    www.viagensdepapel.com

    ResponderExcluir
  15. Olá, gostei de conhecer esse livro pelo seu post. Parece ser uma leitura sensacional, com personagens super interessantes e surpresas eletrizantes.

    ResponderExcluir
  16. Nossa! Parece uma história muiiiito incrível, o número de páginas me deu um medinho, mas parece que a autora soube conduzir bem o que ela criou. Já tô apaixonada pelo Noah hahaha.

    ResponderExcluir
  17. Gentee, como eu nunca tinha ouvido falar dessa história antes? Que enredo incrível e que personagem intenso e fascinante! Adorei a sua resenha e já estou encantada pelo Noah haha. Irei adicionar essa obra na minha lista, com certeza. Bjss!

    ResponderExcluir

Instagram